Version 8 (modified by angeloneto, 2 anos atrás) (diff)

--

ROTEIRO DE INSTALAÇÃO DO SAPL 3.1 UTILIZANDO DOCKER

1) Instalação do Docker

1.1) No terminal digite o comando abaixo para se tornar usuário root:

sudo -s

1.2) Para instalar o Docker em sua máquina, rode o comando:

# curl -ssl https://get.docker.com | sh

1.3) Verifique se o Docker foi devidamente instalado, digitando o seguinte domando no terminal. docker ps

2) Instalação do Docker compose:

Para instalar o Docker compose em sua máquina, rode os comando abaixo também como "root":

# curl -L https://github.com/docker/compose/releases/download/1.13.0/docker-compose-`uname -s`-`uname -m` > /usr/local/bin/docker-compose
# chmod +x /usr/local/bin/docker-compose

3) Salve o docker-compose.yml

Salve o arquivo abaixo na pasta desejada:

sapldb:
  image: postgres
  environment:
    POSTGRES_PASSWORD: sapl
    POSTGRES_USER: sapl
    POSTGRES_DB: sapl
    PGDATA : /var/lib/postgresql/data/
  volumes:
    - sapldb_data:/var/lib/postgresql/data/
  ports:
    - "5532:5432"
sapl:
  image: interlegis/sapl:3.1.10-BETA
  environment:
    ADMIN_PASSWORD: interlegis
    ADMIN_EMAIL: email@dominio.net
    DEBUG: False
    USE_TLS: False 
    EMAIL_PORT: 587
    EMAIL_HOST: smtp.dominio.net
    EMAIL_HOST_USER: usuariosmtp
    EMAIL_HOST_PASSWORD: senhasmtp
  volumes:
    - sapl_data:/var/interlegis/sapl/data
    - sapl_media:/var/interlegis/sapl/media
  links:
    - sapldb
  ports:
    - "80:80"

4) Entre na pasta onde se encontra o arquivo que foi salvo acima:

$ cd <pasta onde foi salvo o docker-compose.yml>

5) Rode o Docker compose:

Para subir os serviços, então, rode o comando abaixo:

$ docker-compose up -d

6) Caso necessário, veja os logs.

Caso precise ver o que está acontecendo, rode o comando abaixo:

$ docker-compose logs -f

Explicação do docker-compose.yml.

Parâmetros utilizados:

1) Image

Este parâmetro indica ao Docker qual imagem deve ser utilizada para rodar o serviço.

2) Environment

Neste parâmetro é que fica declarado as variáveis de ambiente necessárias para que o container possa rodar.

3) Volumes

Este parâmetro cria uma cópia dos diretórios listados antes dos dois pontos (:) para um diretório na sua máquina (o listado depois dos dois pontos).

Obs: os volumes são necessários para que, caso o container seja destruído, não se percam os dados armazenados.

4) Ports

Este parâmetro indica a porta em que o serviço irá rodar:

Antes dos dois pontos(:), temos a porta que será utilizada no host.

Depois dos dois pontos (:), temos a porta que será utilizada na rede interna do Docker.

Dica: caso a porta "80" já esteja sendo utilizada no seu host, você irá modificar a opção antes dos dois pontos (:) para utilizar outra porta.

5) Services

Tem-se dois serviços rodando com este docker-compose: uma imagem do postgres funcionando como banco de dados do SAPL e uma imagem do SAPL que é a própria aplicação.

 

The contents and data of this website are published under license:
Creative Commons 4.0 Brasil - Atribuir Fonte - Compartilhar Igual.